Buran Soviético era um Drone!!!!

A inteligência artificial no controle, um recorde soviético desconhecido.

Em 15 de Novembro de 1988, sem alarde o Ônibus Espacial soviético foi ao espaço e voltou, mas o que deixou o mundo realmente espantado é que ele foi e voltou totalmente controlado pela inteligência artificial, uma vitória para a humanidade e para a ciência russa.
Infelizmente o programa dos avançados ônibus espaciais soviéticos chegou ao fim com o fim da URSS.



Vôo orbital
O único lançamento orbital de um Buran ocorreu às 03:00:02 UTC em 15 de novembro de 1988 a partir da plataforma de lançamento Baikonur Cosmodrome 110/37 . Buran foi levado ao espaço, em uma missão sem percalços, pelo foguete especialmente projetado Energia. A sequência de lançamento automatizado (inteligência artificial) foi executada conforme especificado, e o foguete Energia elevou o veículo em uma órbita temporária antes que o módulo se separasse conforme programado. Após impulsionar-se para uma órbita mais alta e completar duas órbitas ao redor da Terra, os motores ODU ( russo : объединённая двигательная установка , sistema de propulsão combinado) acionaram automaticamente para iniciar a descida para a atmosfera, retornar ao local de lançamento e aterrissagem horizontal em uma pista.

Depois de fazer uma abordagem automatizada para o Site 251 (conhecido como Yubileyniy Airfield), Buran pousou sob seu próprio controle às 06:24:42 UTC e parou às 06:25:24, 206 minutos após lançamento. Apesar de uma velocidade lateral do vento de 61,2 quilômetros por hora (38,0 mph), Buran pousou apenas 3 metros (9,8 pés) lateralmente e 10 metros (33 pés) longitudinalmente a partir da marca alvo. Foi o primeiro avião espacial a realizar um voo sem tripulação e com inteligência artificial, incluindo o pouso no modo totalmente automático. Mais tarde, descobriu-se que Buran havia perdido apenas oito dos seus 38.000 telhas térmicas ao longo de seu vôo.

 

 

 

 

Leave a Reply