Condensação na Aviação

Rasto de condensação, esteira de condensação ou trilha de condensação. Isso são nuvens lineares formadas pela condensação dos gases de exaustão dos motores das aeronaves a elevadas altitudes.

Nada mais que Gotículas de água resfriadas a -35°C estão em suspensão no nível de voo do avião. O calor de exaustão das turbinas pode alcançar mais de 300 °C e ao contato com as gotículas resfriadas na atmosfera, condensam-nas formando vapor de água, formando nuvens chamadas stratus quando mais baixa, ou cirrus quando em altitude elevada. Podem gerar também nos vértices das asas. Acontece com qualquer avião a jato, de civil ou militar.

Para simplificar: Em tempos de muito frio uma pessoa com sua temperatura normal ao ar livre ou até mesmo dentro de casa, ao falar ou só pelo fato de respirar, sai uma fumacinha pela boca ou nariz. É o mesmo efeito na aviação

 

Leave a Reply