Junkers Ju 87 – Stuka

Junkers Ju 87, popularmente conhecido como Stuka (do alemão Sturzkampfflugzeug, bombardeiro de mergulho, lendo-se: “Sxtuca”), foi um bombardeiro utilizado pela força aérea alemã (Luftwaffe) e pela Regia Aeronautica Italiana durante a Segunda Guerra Mundial.

StukaRA.jpg

Ju87V2.jpg

Batismo de fogo

A Alemanha utilizou o “Stuka” pela primeira vez na Guerra Civil Espanhola tripulados por pilotos voluntários da Legião Condor, em testes de bombardeios aéreos, utilizando bombas de 500 kg (este caça foi projetado para carregar bombas de 250 kg) , em vilarejos como Benassal, Albocàsser, Vilar de Canes, e Ares del Maestre. Posteriormente, na invasão da Polónia (1939), contra alvos fixos, como as bases da Força Aérea Polaca. Além disso, a aeronave foi também utilizada para apoiar o avanço alemão, na função de apoio aéreo aproximado, e combater as tentativas polacas de resistência no sul do país.

Conseguia carregar grande carga de bombas para seu tamanho pequeno, porém mantendo formas agressivas que eram muito temidas pelos aliados. Em algumas versões, o Stuka era ainda acrescido de uma sirene de mergulho instalada na parte superior do trem de pouso, cujo único propósito era aterrorizar quem quer que estivesse no caminho de suas bombas.

Vitórias

O “Stuka” foi também utilizado contra navios na Operação Weserübung (invasão da Dinamarca e da Noruega), e contra a França, na Batalha da França em 1940.

As posições fixas das defesas francesas na região de Sedan, foram alvos fáceis para os “Stuka”, embora a incapacidade dos comandantes franceses, demonstrada pela sua recusa em chamar os caças para atacar os “Stukas” tivesse ajudado os alemães.

Dificuldades

O “Stuka” no entanto, não foi muito útil contra as unidades de veículos blindados franceses, porque os tanques, em movimento, revelaram-se alvos difíceis de serem atingidos.

Após o lançamento das bombas, a força G gerada durante a recuperação do mergulho podia causar a perda de consciência do piloto por alguns segundos.

Ju 87 Stuka

Bombardeiro

Stuka Ju 87G fotografado em 1942 na URSS. Sob suas asasestão instalados canhões de 3,7cm Flak 18 Kanonenvogel.

Descrição
Tipo / Missão Bombardeiro de mergulho, com motor a pistão, monomotormonoplano
País de origem  Alemanha
Flag of Spain (1938–1945).svg Regime franquista
 França
Fabricante Junkers
Construcciones Aeronáuticas S.A.
Amiot
Período de produção 1935-?
Quantidade produzida Estimadas 6500
Primeiro voo em 17 de setembro de 1935
Introduzido em 1936
Aposentado em 1945 (Luftwaffe)
Tripulação 2
Especificações (Modelo: Ju 87 B-2)
Dimensões
Comprimento 11 m (36,1 ft)
Envergadura 13,8 m (45,3 ft)
Altura 4,23 m (13,9 ft)
Área das asas 31,90 m² (343 ft²)
Alongamento 6
Peso(s)
Peso vazio 3 205 kg (7 070 lb)
Peso carregado 4 320 kg (9 520 lb)
Peso máx. de decolagem 5 000 kg (11 000 lb)
Propulsão
Motor(es) 1 x motor a pistão V12 invertido refrigerado a líquido Junkers Jumo 211D
Potência (por motor) 1 184 hp (883 kW)
Performance
Velocidade máxima 390 km/h (210 kn)
Alcance bélico 500 km (311 mi)
Teto máximo 8 200 m (26 900 ft)
Armamentos
Metralhadoras/ Canhões 2 x metralhadoras de tiro frontal MG 17 de 7,92 mm (0,312 in) e 1 x MG 15 de 7.92 mm no cockpit traseiro
Bombas 1 x de 250 kg (551 lb) e 4 x de 50 kg (110 lb)

 

 

 

Leave a Reply